Uêba - Os Melhores Links

quinta-feira, 21 de janeiro de 2016

Transporte pela membrana plasmática: ativo e passivo

     O transporte de substâncias pela membrana plasmática acontece praticamente o tempo todo. Substâncias entram e saem da célula por poros e por proteínas espalhadas pela membrana.  Há dois tipos de transporte pela membrana: o passivo e o ativo.
     Existem três tipos de transporte passivo, a osmose a difusão simples e a difusão facilitada; mas em todos eles não ocorre gasto de energia por parte da célula. A osmose é a passagem de moléculas de água de uma região menos concentrada -hipotônica- para outra mais concentrada -hipertônica- (quando falo concentrada me refiro a quantidade de soluto) a água é um solvente universal que solve a maioria das substâncias, que torna uma região mais concentrada em menos concentrada...os principais solutos do corpo humano são o sódio e o potássio, o objetivo da passagem da água de uma região hipotônica para uma hipertônica é fazer com que ambas fiquem com o mesmo gradiente de concentração ou seja que ambas as regiões se tornem isotônicas
     A difusão simples é a passagem de moléculas de água e íons, e pequenas substâncias lipossolúveis respeitando o gradiente de concentração, a passagem sempre ocorre do lugar com mais água, íons ou pequenas substâncias lipossolúveis para o que tem menos, o transporte pode haver nos dois sentidos tanto na entrada quanto na saída da célula. A difusão facilitada é a passagem de moléculas maiores (glicose, aminoácidos e sais minerais) através da membrana por meio de proteínas chamadas permeases, essas moléculas até poderiam atravessar a membrana de forma espontânea, mas levariam bem mais tempo do que levam quando atravessam via permeases.
     No transporte ativo ocorre gasto de energia por parte da célula; existem também três tipos: a bomba de sódio-potássio, a endocitose e a exocitose. A bomba de sódio-potássio permite a entrada ou a saída desses íons contra o gradiente de concentração, ou seja, mesmo que o local já tenha maior concentração continua recebendo íons do local com menor concentração graças ao gasto de energia da célula. 
     A endocitose é a entrada na célula de macromoléculas ou até mesmo de outra célula menor, a macromolécula que está envolvida em uma vesícula, liga-se a membrana plasmática e  é liberado no interior da célula, a exocitose é o processo inverso, é a saída de macromoléculas da célula, essa macromolécula é envolvida em uma vesícula que se unirá a membrana plasmática e a macromolécula será liberada no meio externo.

domingo, 10 de janeiro de 2016

Mapa das regiões biogeográficas



mentebiologica.blogspot.com.br
Fonte: http://www.lepidoptera.datahosting.com.br/mapazoo.htm



Explicações e implicações: lembrando que o México é uma região de transição entre a região neotropical e a região neoártica, a Região Antártida não aparece nesse mapa. As informações de cada região já foram abordadas em outras postagens, LINKS ABAIXO.









PlanetaBrasileiro